Barco | Boat | 2011

exhibitions | exposições

IN TRANsit, Galeria Rabieh, São Paulo, SP 2015
curadoria | curatorship Priscila Arantes

Paço da Artes, São Paulo, SP 2012
curadoria | curatorship Priscila Arantes

SP2+6, Galeria do Meio, São Paulo, SP 2011

Diálogos do moderno ao contemporâneo, Espaço Santander, São Paulo, SP 2011
curadoria | curatorship Rejane Cintrão

In Barco (Boat) the question of movement shows itself as a game of tensions generated by the image reproduced from a stationary movement. A boat full of people restrained by a counteracting force fights against the counter current’s heavy force.

Em Barco a questão do movimento se mostra como um jogo de tensões gerado pela imagem reproduzida do movimento parado. Contido por uma força contrária, um barco repleto de pessoas luta contra a força da pesada correnteza contrária. A obra “Barco”, de 2011, é um díptico composto por dois vídeos da mesma embarcação, centralizada no quadro. No primeiro, a imagem está congelada, enquanto no segundo, apesar de o barco estar com os motores ligados, uma forte correnteza o impede de se deslocar, criando uma espécie de “movimento parado”. Essa obra hipnótica e potente funciona pode ser entendida como síntese da pesquisa recente da artista acerca das tensões entre movimento e imobilidade, ação e inação.